Home » Nutrição » Nutrição e o auxílio dos fitoterápicos

Nutrição e o auxílio dos fitoterápicos

Muitos de nós já sabemos o que deve ser feito para manutenção ou melhoria da qualidade de vida. No entanto, o difícil é colocar em prática todas essas teorias o controle de peso fica bem mais simples quando se tem ajuda de um profissional da área de alimentação, no qual poderá indicar quais os melhores alimentos a serem consumidos e as quantidades necessárias para o funcionamento normal do organismo como um todo, baseado na rotina, gostos pessoais, necessidades especificas para cada caso (crianças, adolescentes, adultos, idosos, gestantes, atletas). Existem várias opções para se buscar a saúde e bem estar: alimentação, exercícios físicos, tratamentos estéticos e os fitoterápicos.

O que são Fitoterápicos?

Fitoterápicos são extratos derivados dos vegetais que não possuem efeitos colaterais utilizados no tratamento de determinados problemas de saúde, no qual tem o nome de fitoterapia.

Em nutrição, os fitoterápicos mais conhecidos para redução e manutenção de peso são:

  • Glucomannan (que tem efeito na redução da fome, por ser uma fibra, extraída de raízes da planta konjac);
  • Caralluma fimbriata (uma erva medicinal de origem Indiana, inibe o apetite, a vontade de comer doces, acelera o metabolismo e a queima de gorduras, controlando o apetite);
  • Faseolamina (glicoproteína que inibe a absorção do carboidrato encontrado em massas, batatas, arroz, pão, biscoitos, etc, por este motivo ela favorece o emagrecimento, mas só é possível pela ingestão da farinha deste grão);
  • Caseolamina (extraída da planta Cassia nomame um inibidor natural da enzima lípase – responsável pela digestão e absorção das gorduras contidas nos alimentos, ou seja  queima a gordura);
  • Gymnema sylvestre (uma planta silvestre que diminui o apetite por doce);
  • Ecalyculata vell (planta também conhecida por nomes de porangaba, cafezinho, café-do-mato, chá-de-frade, louro-salgueiro e louro-mole, acelera o metabolismo e queima a gordura corporal, combate aos radicais livres, é diurética, supressora do apetite, termogênica, Hipolipidêmica, estimulante da circulação, anti-viral, cicatrizante, energizante, tonificante muscular).

No caso de manutenção de peso ou dietas de emagrecimento, os fitoterápicos só terão o resultado esperado se agregado a uma alimentação balanceada, a tratamentos estéticos e atividades físicas. Lembre-se que qualquer programa de emagrecimento deve ser iniciado com orientação de um profissional.

Leia Também


Sobre: Maria Clara

Consultora em Alimentação e Nutrição - Graduada pela universidade Federal do Ceará - UFC. Bacharela em Saúde - Universidade federal da Bahia - UFBA

Gostou deste artigo??? Então torne-se fã do MC Nutrir no Facebook!!!



Deixe seu comenário