Home » Dicas de Saúde » Dados de 2011 revelam:cresce número de obesos no Brasil

Dados de 2011 revelam:cresce número de obesos no Brasil

A obesidade cresce vagarosamente no Brasil, preocupando os órgãos que lidam com a saúde, atingindo homens e mulheres.

Ministério da saúde divulgou esta semana, a pesquisa Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico, 10ª edição – 2011).

Hoje 15,8% da população são obesos. Houve um aumento passando de 42% em 2006, para 49% em 2011.

Em 2006, 47,2% dos homens e 38,5% das mulheres estavam acima do peso, enquanto em 2011 as proporções passaram para 52,6% e 44,7%, respectivamente.

É realmente preocupante. Faz-se necessário que sejam feita ações com crianças e adolescentes voltadas para os hábitos alimentares saudáveis, caso contrário, futuramente teremos uma geração de obesos no país.

A vida moderna, a influência da mídia, a correria do cotidiano, o estresse, entre outros fatores, contribuem para o agravo dessa situação. As pessoas deixam de ter uma alimentação natural para consumirem alimentos em conservas, os fast food, as preparações rápidas, tornando-se difícil manter uma dieta saudável.

Atualmente, a obesidade é um fator de risco para 60 tipos de doenças crônicas, entre elas a hipertensão arterial, diabetes, problemas cardiovasculares, gastrintestinais e até mesmo o câncer, além da inadaptação psicossocial que o excesso de peso pode causar.

A reeducação alimentar é a única forma de controle, que aliado a atividades física regular podem combater o aumento excessivo de peso. Além dos fatores genéticos, a obesidade é resultante do descompasso energético, onde a energia ingerida excede a que o organismo gasta.

Deixo aqui algumas dicas!

Não existe dieta milagrosa para combater o excesso de peso ou manter o peso ideal, os bons resultados obtidos em uma dieta provêm do auxilio de profissional especialista e do comprometimento do indivíduo, sendo fundamental:

  • Estabelecer horários certos para se alimentar;
  • Não ultrapassar o intervalo de três horas entre uma refeição e outra;
  • Reduza o consumo de gordura, trocando a carne vermelha por frango sem pele ou peixe;
  • Reduza o consumo de frituras;
  • Troque os queijos em geral por Cottage ou requeijão light, consumindo com moderação;
  • Prefira alimentos derivados do leite desnatados;
  • Coma no mínimo um tipo de verdura de folha e dois tipos de legumes por dia;
  • Consuma, no mínimo, quatro frutas durante o dia;
  • Prefira os pães integrais, evite biscoitos bolos e pães de queijo;
  • Ingerir duas porções de leite ou iogurte ao dia;
  • Coloque no prato menos feijão do que arroz, na proporção de 1 colher de feijão para 2 de arroz;
  • O carboidrato deve está presente em todas as refeições, pois sua disposição física e mental depende deles.
  • Tome bastante água, no mínimo 2 litros por dia, que ajuda na saciedade e mantém a pessoa hidratada.
  • Cuidado para o consumo de líquidos durante as refeições, isso dificulta a digestão.

Nas categorias: Dicas de saúde e Dieta, você encontrara mais dicas que poderão está contribuindo para uma vida mais saudável, mas não esqueça que antes de iniciar uma dieta, você deve consultar um profissional. Cada indivíduo possui um metabolismo específico variando assim, o tipo de dieta e o requerimento energético diário conforme o sexo, idade, altura, atividades físicas, estudo fisiológico e patológico, disponibilidade de alimentos, lugares das refeições e, principalmente, os hábitos alimentares do indivíduo.

Leia Também


Sobre: Maria Clara

Consultora em Alimentação e Nutrição - Graduada pela universidade Federal do Ceará - UFC. Bacharela em Saúde - Universidade federal da Bahia - UFBA

Gostou deste artigo??? Então torne-se fã do MC Nutrir no Facebook!!!



Deixe seu comenário